A Saudade como um Elemento Existencial Humano

Unigala




ISBN: 978-65-995692-6-5


Descrição: O texto foge do clichê dos textos melosos sobre amar o que não se tem mais ou o que nunca teve. O texto começa seco, frio... Parece um laudo médico mais elaborado no sentido de tentar explicar-se; depois aquece e tem um tom de paixão, fome. Uma parte é até bem sexual, mas passa rapidamente dando ar de interrupção. É um texto claramente masculino e até viril. Parece uma confusão de pensamento de um homem que sente profunda saudade da presença física da mulher. Um texto de solidão. Um texto que dá um monólogo se fosse orientado por um dramaturgo.

Autor: Sérgio Rodrigues de Souza

Capítulos
Capítulo 1
A Saudade sem fim?!

Capítulo 2
De quem sinto saudade?

Capítulo 3
A complexidade semântica do vocábulo Saudade

Capítulo 4
Sobre a questão da incompatibilidade semântica com outras línguas 

CONCLUSÃO

O AUTOR


#buttons=(Accept !) #days=(20)

Our website uses cookies to enhance your experience. Learn More
Accept !